Numa estréia complicada Pedro não desiste e termina as duas etapas na Espanha

A abertura do campeonato stock 600 Europeu começou nos treinos livres de sexta-feira. O piloto da Equipe Team Brazil by ASPI, fez parciais com o 21 lugar na primeira entrada . Na segunda entrada o rendimento caiu pois optou em não trocar os pneus para dispor no treino classificatório no sábado pela manhã. A maioria dos pilotos trocou os pneus para segunda sessão de treinos, com isto Pedro caiu um pouco de rendimento, mas eram treinos livres então manteve a estratégia pois é limitado a quantidade de uso dos pneus para o final de semana.

No sábado, segundo o piloto: ´Sofri uma queda na primeira volta do treino cronometrado hoje, quando andava com um grupo rapido, vinha com boas parciais, mas então na saída de uma das ultimas curvas eu cai, vou largar em ultimo hoje e amanha. Felizmente, mesmo com bastante dores, não quebrei nada e estou em condições para a corrida. Não vou desanimar depois desse tropeço. Levantar, sacudir a poeira” publicou em uma rede social.

Corridas são corridas !

Depois de largar na 40° colocação o piloto de Bento Gonçalves (RS), único brasileiro na competição, conseguiu terminar a corrida em 27°. “ Senti muitas dores, principalmente no ombro direito, da primeira a ultima volta da corrida. Não estou completamente satisfeito com esse resultado, mas está bom para a minha estreia no campeonato europeu e ainda considerando o meu forte highside dessa manhã (Sábado). Para amanhã (domingo) vou largar de novo na 40° posição, então vamos tentar estar na melhor condição possível até lá. Ainda tenho muito a aprender com os outros pilotos e, principalmente, com a minha equipe até o fim do ano. Agradeço aos meus patrocinadores Anker acessórios, Pastorello estruturas metálicas, Nexx capacetes, Tutto macacões e prefeitura de Bento Gonçalves” comentou o jovem piloto de 17 anos.

Em um final de semana de rodada dupla, o piloto Pedro Sampaio, foi buscando posições e chegou novamente em 27 lugar.

Segundo André Luissana, chefe da equipe francesa ASPI: “ Um resultado muito bom para sua primeira experiência no certame internacional e também após pequenas turbulências durante o fim de semana. Vamos aguardar a chegada da etapa de Assen na Holanda e torcer pelo nosso piloto na catedral do motociclismo.”

A prova da Holanda será semana no dia 19 de abril, válida pela terceira etapa.


Conrerp 1321 RS/SC
Lorena Herte
lorenaherte@hotmail. com.br

As palavras do piloto contando como foi:

Quinta-feira:
Nesse dia teve toda a função de vistoriar a moto e o equipamento, fazer a fotografia dos pilotos pro campeonato e briefing. Esse dia foi muito para mim, pois consegui conhecer vários pilotos com quem vou dividir a pista pelo resto do ano.

Sexta-feita:

Teve os dois primeiros treinos livres do ano nesse dia, um ocorreu de manha e outro a tarde. No primeiro treino não consegui andar com outros pilotos rápidos e fiquei o treino inteiro sozinho, mas foi bom para eu ter de parâmetro onde eu estava. No segundo treino livre decidimos nao trocar o pneu como a maioria dos outros pilotos e fazer o treino inteiro com os mesmo pneus do primeiro treino( para ter dois pmeis traseiros pro classificatório) portanto não consegui baixar meu tempo, enquanto o resto dos pilotos que estavam com pneus novos baixaram, mas creio que foi a estratégia correta, pois consegui dar quase 40 voltas com os mesmos pneus (três corridas e meia).

Sábado:

Para sábado estava muito animado, consegui fazer um tempo razoável na sexta com um pneu destruído e no classificatório poderia usa dois pneus traseiros, um a mais que a maioria dos meus concorrentes. Entrei em pista junto com um grupo de outros 5 pilotos, todos rápidos e com já experiencia no campeonato. Na minha primeira volta já vinha com ótimas parciais enquanto acompanhava o grupo e estava me sentindo muito bem com a moto, mas na saída de uma das últimas curvas do circuito, a moto escoregou de traseira e me jogou para frente dela, cai com o ombro direito no chão e a moto passo pela minha perna esquerda. Voltei para o box e então a equipe começo a trabalhar na moto para deixar ela pronta para a corrida que iria ocorrer no mesmo dia, fiquei bem pra baixo pelo ocorrido pois esse era um classificatório importante, pois decidiria o grid para a corrida de sábado e para a de domingo também. A moto ficou pronta e então fui pra pista na hora da corrida, na primeira curva que eu fiz quando sai do box já descobri que não seria uma corrida fácil, muitas dores, principalmente no ombro e ainda somado ao fato que eu iria largar em último num grid de 40 motos. A corrida começou e da primeira a ultima volta senti muita dor, além da confiança em saída de curva estar muito abalada mas consegui recuperar 13 posições e terminar em 27°, resultado razoável considerando as circunstancias do fim de semana.

Domingo:

Domingo ocorreu a segunda corrida do fim de semana, para substituir a etapa de Donington na Inglaterra em que a stock600 não vai participar. Larguei de novo na ultima posição, porém dessa vez fiz uma largada horrível, uma das piores até hoje, então fiz a curva um em ultimo e tive que vir recuperando nas curvas, demorei muito para me livrar de alguns pilotos lentos então quando consegui ficar livre já não dava mais para buscar melhores posições. Terminei de novo em 27° e com muito aprendizado do fim de semana inteiro, agora desmontar tudo e partir para Assen.


Veja as fotos, créditos Jaromir Havranek e Team Aspi: