HONDA RACING ANUNCIA EQUIPES E PATROCÍNIOS PARA A TEMPORADA 2018 E COMEMORA 40 ANOS DE APOIO AO MOTOCICLISMO NO BRASIL

Um evento recheado de história. A Honda anunciou nesta segunda-feira (19/02), em São Paulo, durante apresentação para a imprensa, organizadores de eventos e parceiros comerciais, as equipes oficiais Honda Racing que vão disputar as principais competições do Brasil e no mundo para a temporada 2018. Também foram revelados os eventos que contarão com o patrocínio da empresa neste ano.

Galeria de fotos lançamento Honda Racing 2018

O lançamento do Honda Racing foi realizado na pista de kart Speedland. Após a apresentação, os pilotos oficiais e convidados participaram de corridas de kart indoor.

A Honda também aproveitou para comemorar os 40 anos de apoio e patrocínios a eventos, equipes e corridas de moto por todo o país. A iniciativa da Honda, quatro décadas atrás, foi fundamental para o desenvolvimento do esporte e pela formação de gerações de pilotos no Brasil.

Equipe Honda Racing 2018. Foto: Wander Roberto/Vipcomm

O primeiro campeonato patrocinado oficialmente pela marca foi a Fórmula Honda, para motocicletas CG 125 – a moto, movida a álcool, ficou exposta no palco durante a apresentação das equipes oficiais Honda.

Neste ano, a Honda apoiará e terá equipes nas principais competições no asfalto e na terra: o Superbike Brasil, o Campeonato Brasileiro de Motocross, a Copa EFX Brasil, a CACC (Copa Adrenatrilha de Cross Country), Arena Cross, Rally dos Sertões e Enduro da Independência.

“Duas provas merecem destaque: o Rally dos Sertões, uma das maiores do mundo, e o Enduro da Independência, o mais antigo e mais tradicional do país. A Honda vai em busca de mais títulos nessas competições”, diz Odair Dedicação Junior, gerente de marketing e competições da Honda.

Experiência internacional

A Honda também anunciou que a equipe oficial irá disputar o Campeonato Mundial de Motocross (etapa da Argentina), no início de março. 

“Nós acreditamos que a participação em provas internacionais, ou com a vinda de pilotos estrangeiros para correrem aqui, é muito importante para o desenvolvimento do esporte e de pilotos brasileiros. Afinal, eles vão correr ao lado dos melhores do mundo. Veja o exemplo do Gustavo Pessoa, que foi disputar uma temporada nos Estados Unidos”, afirma Marcos Monteiro, gerente geral comercial da Honda.

No asfalto 

A Honda Racing também terá importante participação na motovelocidade. A empresa patrocinará o Superbike.

“Outro importante apoio na categoria é o patrocínio ao piloto Eric Granado, que correrá o Superbike no Brasil e o Campeonato Mundial de Motovelocidade, na Moto2, em 2018. É a volta de um representante do Brasil ao Campeonato”, afirmou Marcos Monteiro.

Eric Granado, que ao mesmo tempo vai em busca do bicampeonato do Superbike, agradeceu o apoio da Honda. “O nível das competições brasileiras está cada vez mais alto, com pilotos cada vez mais preparados. Vamos treinar e nos dedicar muito para trazer títulos para a Honda”, afirmou o piloto paulistano de 21 anos.

Investimento na formação

Além de apoiar os principais pilotos e campeonatos do País, a Honda incentiva desde 2012, a Junior Cup, categoria-escola com motos CG 160 Titan, para o desenvolvimento de novas gerações de pilotos, já que crianças podem correr na Junior.

Os pilotos mirins Giovana Cana Brasil, de 9 anos, e João Teixeira, de 7 anos, representaram o futuro do motociclismo nacional na apresentação do time Honda.

“São 40 anos construindo o esporte como um todo. Sempre apoiamos os pilotos, as competições e a mídia, tudo importante para impulsionar, multiplicar e expandir o nosso esporte”, discorreu Alexandre Cury, diretor comercial e responsável pela área de competição da Honda.

“Nosso apoio ao esporte é histórico, pois somos apaixonados por motocicletas e o corre gasolina no sangue do brasileiro”, completou Marcos Monteiro, ao citar ainda o programa HTT (Honda Talent Test), que foi aplicado pela primeira vez no Brasil em 2018.

“Além de garimpar e lapidar talentos em situação real de corrida, o projeto funciona como preparação de nossos equipamentos para a temporada que se inicia”, frisa Monteiro.

Dois pilotos que passaram pelo programa foram contratados pela Honda Racing e estão no time de 2018: Pedro Sampaio (motovelocidade) e Lucas Dunka (motocross).

Outro apoio importante para o motociclismo brasileiro é a categoria CBR 500, que é um campeonato monomarca para motocicletas do mesmo modelo.

Apoio histórico

Não há presente consolidado e futuro próspero sem um passado atuante. Foi o que mostraram os chefes de equipe e pilotos que fizeram e fazem a história do motociclismo brasileiro em seus depoimentos durante o evento da Honda.

Wilson Yasuda, Santo Feltrin, Nuno Narezzi e Cristiano Lopes falaram sobre a importância da participação da Honda em campeonatos desde a década de 1970. “É uma fábrica de campeões”, disse Yasuda. “História de comprometimento da marca com o País”, ressaltou Feltrin.

Experiência

Sete vezes campeão do Rally dos Sertões, dez vezes campeão brasileiro de Rally Cross Country e com muitas participações no Dakar, Jean Azevedo é o piloto mais experiente da equipe Honda Racing 2018.

Ao completar 44 anos nesta segunda-feira (19/2), o atleta tem a responsabilidade de ser o ‘paizão da turma’ e manter o alto nível do time.

Para isso, terá a nova CRF 450RX como aliada. “É uma moto com muita tecnologia. É preparada para o enduro e estamos em adaptação para o rali. Tem nos surpreendido positivamente nos testes e vai nos levar ao lugar mais alto do pódio neste ano”, afirmou Jean Azevedo.

Temporada 2017

A Honda Racing pretende, no mínimo, superar os resultados da temporada 2017, quando conquistou 48 títulos em várias modalidades, entre eles o do Superbike e o Campeonato Europeu de Motovelocidade, com Eric Granado, o Rally dos Sertões com Jean Azevedo e o Campeonato Brasileiro de Motocross na categoria MX2, com Gustavo Pessoa.

“A temporada passada foi especial para a Honda porque conquistamos os principais campeonatos do país, tanto no asfalto quanto na terra, e ainda anunciamos o apoio a Eric Granado para que ele possa correr o Mundial de Motovelocidade”, afirma Alexandre Cury, diretor-comercial da Honda Brasil.

Cury ressaltou que a temporada 2018 será um divisor de águas para as competições nacionais. “É muito importante para o Brasil ter um representante no Mundial”, afirma Cury.

Em 2018, a Honda terá ainda as equipes satélites IMS Honda, no motocross, e os times Motofield e Motolitoral no enduro.

Os parceiros comerciais e os patrocinadores que estarão com a Honda em 2018 são: Mobil, IMS, Alpinestars, Michelin, DID, MRPro Braces, Pirelli, Tech Ride Motoparts, Edgers, BelParts e BRC.

Quem são os pilotos oficiais da Honda Racing para a temporada 2018

 

Superbike (Chefe de equipe: Reinaldo Campos)

Eric Granado – Campeão 2017

Pedro Sampaio – Campeão 2017 da 600cc

Moto: Honda CBR 1000RR


Motocross (Chefe de equipe: Cale Neto)

Mx 1

Hector Assunção

Jetro Salazar

Com a nova Honda CRF 450R

Mx 2

Gustavo Pessoa

Lucas Dunka

Com a nova Honda CRF 250R

Enduro (Chefe de equipe: Felipe Zanol)

Júlio César Ferreira Eliziário – Honda CRF 450RX

Gabriel Lucas Soares – Honda CRF 250R

Nicolas Rodrigues – Honda CRF 250R

Rali (Dario Julio – chefe de equipe)

Tunico Maciel – CRF 450RX

Jean Azevedo – CRF 450RX

Gregorio Caselani – CRF 450RX

Júlio Bissinho Zavatti – CRF 230F

View the embedded image gallery online at:
http://pedro-sampaio.com/index.php/imprensa#sigFreeId3c39c1e8a8

Pedro Sampaio é o vencedor na SuperSport 600cc PRÓ

Super Bike Brasil

O dia 28 de maio de 2017, em Interlagos, palco da segunda etapa do SBK Brasil, o dia amanheceu com cara feia, nublado e no warm –up foi definido como “wet” (situação de pista). 

O piloto  Pedro Sampaio (19 anos) fez o P1 na sua categoria e segundo na geral, repetindo o pódio da primeira etapa. Com este resultado segue líder da categoria. 

Segundo Sampaio: “Depois de uma largada ruim, consegui recuperar logo as posições e segurar a primeira colocação da categoria Pró até o fim da corrida. Na geral fiquei com a P2 atrás de uma 959cc. Tentei acompanhar na corrida, mas com a diferença de torque em relação às 600cc, foi muito difícil de acompanhar as saídas de curva. Estou muito contente mesmo assim, pois meu objetivo é na SuperSport Pró.” Avaliou.

Pedro Sampaio tem o patrocínio da Canello Moto Peças, Anker Acessórios , Papa Burguer, Viola Racing , apoio da Extreme by Xiru, Garage da Moto, LS2, Over 2, Tacna e prepador Motornew, utiliza a motocicleta Yamaha YZF-R6. 

A terceira etapa vai ocorrer em Interlagos (SP) no dia 25 de junho.

Leia mais:Pedro Sampaio é o vencedor na SuperSport 600cc PRÓ

Pedro Sampaio garante o primeiro na Super Sport Pró

SBK Brasil

Numa corrida emocionante, o piloto gaucho Pedro Sampaio (19 anos), disputou em Interlagos a abertura do Campeonato SBK Brasil em Interlagos (SP). Integrante do Team Tecfil/Havoline o piloto ficou em segundo na geral (super Sport)  na disputa  com o Uruguaio Maximiliano Gerardo (Ducati 959).

Depois de um final de semana de muitos ajustes na moto Yamaha YZF-R6, Pedro conseguiu reduzir os tempos e realizou uma corrida perfeita.

“ P1 na SuperSport Pro e P2 na geral! Contente com o resultado desse início de campeonato. Minha largada não foi muito boa, mas consegui me recuperar e colar na disputa pela P1. Me atrapalhei um pouco com os retardatários e perdi o contato nas últimas voltas. Mesmo assim estou feliz e vou continuar me concentrando para ser campeão na SuperSport Pro esse ano.

Obrigado especialmente a minha equipe Tecfil Racing pelo trabalho, ao meu mecânico de suspensão, Extreme by Xiru que me ajudou a achar um bom set up na moto, meus apoiadores e patrocinadores! Vamos continuar batalhando para fazer um bom campeonato em 2017 “ afirmou o piloto.

patrocínio do Canello Moto Peças, Anker Acessórios, Papa Burguer, LS2, Over 2, Motornew apoio da Garage da Motos . 

A próxima etapa vai ocorrer no dia 28 de maio em Interlagos (SP).

Leia mais:Pedro Sampaio garante o primeiro na Super Sport Pró

2ª Etapa do SBK Brasil 2017

Motovelocidade

Pedro Sampaio vai acelerar em São Paulo

A segunda etapa do Super Bike Brasil vai ocorrer em São Paulo, Interlagos, nos dias 27 e 28 de maio.

Na categoria Super Sport 600cc pró o piloto de Bento Gonçalves (RS)  Pedro Sampaio (19 anos) vai tentar se aproximar da Ducati 959 com sua Yamaha YZF-R6. " Uma tarefa não muito fácil, mas não impossível" comenta.

Liderando a categoria Super Sport 600cc pró o piloto gaúcho tem mantido a forma participando de corridas a pé, pratica de ciclismo e supermotard. 

" Estou fora do campeonato Gaúcho de motovelocidade por falta de patrocínios e me dedicando a disputa nacional no SBK Brasil com grids de mais de 40 pilotos, quanto maior a disputa, mais temos que superar" afirma.

Pedro Sampaio tem o patrocínio da Canello Moto Peças, Anker Acessórios, Papa Burguer e Viola Racing. Apoio da Extreme by Xiru, Garage da Moto, LS2, Over 2, Tacna e prepador Motornew Mecânica e Reatauração. 

Leia mais:2ª Etapa do SBK Brasil 2017

Pedro Sampaio larga em 3º no Classificatório da 1ª etapa do SBK Brasil 2017

Interlagos (SP)

Nos treinos extras de quinta-feira o piloto gaucho Pedro Sampaio buscou ajustes na  moto R6 e encontrou o setap desejado virando 1.41 alto na pista. Já nos treinos oficiais de sexta-feira alterou alguns itens e seu tempo aumentou para 1.44.34 sua melhor volta com uma entrada e uma volta apenas no terceiro treino do dia

Sábado, com os treinos cronometrados no treino 1, abortou o mesmo com problemas eletrônicos e depois dos acertos entrou na pista para o ultimo treino cronometrado e garantiu a participação na superpole com o quarto tempo.

Super pole na chuva

A categoria Super Sport 600cc entrou na pista com os dez pilotos mais rápidos do cronometrado e na ultima volta Pedro perdeu a liderança, em sequência  o segundo tempo terminando em terceiro para o grid de largada.

“Esta sendo um final de semana  complicado, na quinta-feira fiquei tranquilo com o setup  sexta e sábado tivemos ainda que acertar a moto para pista e as condições adversas da mesma. Estou animado para a prova de domingo, e farei o máximo para iniciar a competição no pódio.  Não desisto até a bandeirada final e vou tirar tudo o que a moto tem a oferecer” finaliza Pedro da Equipe Team Tecfil/Havoline . 

Leia mais:Pedro Sampaio larga em 3º no Classificatório da 1ª etapa do SBK Brasil 2017